Crônica: Ovos com ou sem Páscoa

486316_10152721806215221_832588756_n

Consumismo “versus” valores do homem. Esse é o tema das datas festivas?

Vamos analisar os fatos. Consumismo é o ato de consumir produtos e/ou serviços, indiscriminadamente, sem noção de que pode ser nocivo ou prejudicial para a nossa saúde ou para o ambiente. Outros aprofundam o tema dizendo que é uma doutrina de que um consumo crescente e ininterrupto é vantajoso para a economia. Complexo demais.

Vamos aos valores. O homem tem valores, sabia disso? Não valor monetário, mas sim da alma, ou algo parecido. Bom, podemos enumerar alguns como o RESPEITO, PERDÃO, SOLIDARIEDADE, COOPERAÇÃO, HUMILDADE, HONESTIDADE (OU VERDADE), CARÁTER, CORAGEM, PERSEVERANÇA, AMBIÇÃO (e não a ganância), ESPERANÇA, FÉ, CARIDADE (OU AMOR), CRIATIVIDADE (quase ia me esquecendo dela) e DETERMINAÇÃO. Ufa. Quanto valor.

Após a idade média muitos homens resumiriam todos esses valores acima nas virtudes dos cavaleiros medievais, os templários, – Fé, Esperança, Caridade, Justiça, Prudência, Fortaleza e Temperança. Dizem que se basearam nos dez mandamentos cristãos, remetendo ao homem em busca do seu melhor. Do seu máximo como pessoa e de alma limpa. Alma essa que está associada com algo superior a ele mesmo, um Deus.

Voltando aos tempos modernos, o saudoso Charles Chaplin, disse  “Não se mede o valor de um homem pelas suas roupas ou pelos bens que possui, o verdadeiro valor do homem é o seu caráter, suas idéias e a nobreza dos seus ideais.” Porém, ainda há uma lacuna entre os valores do que o homem acredita e respira ao que lhe convém. Desigualdade é algo sem valor, porém, convém a poucos em relação ao consumismo capital. Respiramos sem pensar no cenário que nos é imposto, manipulados pelo encantamento do valor do consumo, do material. O produto hoje vendido é a falta de valor e a crescente desigualdade. 

Como uma data festiva cristã, de valores inquestionáveis, pode se render ao consumismo extremo? Cresce aos “olhos do donos” esse distúrbio social sem querer a resposta. Sinceramente, nem o Papa poderia explicar. Apenas degustamos o chocolate e rezamos pela nossa alma. Simples assim. E Jesus e o Ovo, são os verdadeiros gladiadores. Quem vencerá esse round?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s