Geração escrava de política de rede social

A triste geração que virou escrava de revoltas de uma política de rede social. Sem elencar lados, muito menos posições adversas, temos muito o que aprender sobre respeito com bom senso. Esses dias ouvi que agora muitas pessoas estão retornando aos seus grupos familiares no WhatsApp ou mesmo falando pessoalmente. Como assim? Pela estatística bairrista que fiz, 82% das pessoas tiveram embates com amigos e entes, antes queridos, nessa última eleição. Poucos foram que mantiveram a paciência de não vestir luvas e entrar em combate. O futuro nos espera para novos conflitos ou podemos ir para uva passa?!?!

Por Henrique Braz Rossi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s