Noite que Transpira

Ao sentir o luar
Vejo-me cerrar os olhos
Para sim respirar
Entre ecos ensurdecedores

Aquele que grita
Antes que se sinta
Um reles só
Que tem medo do pó
Ou do vento

Jamais saberás
E não temerás
Janelas escancaradas
Em plena noite fria
Em sua pele sombria

Sente-se
Sinta-se
Sua-se
Se…

Por Henrique Braz Rossi

Foto por luizclas em Pexels.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s